03 dezembro 2014

Não é um conto.

Ele me chamou entrei, sentei a sua frente. Perguntou alguma coisa (que não lembro agora) e num piscar de olhos suas mãos estavam no meu rosto e falava baixinho_ deixa eu ti dar um beijo.
 Essas coisas de instinto realmente não falham, virei o rosto tão rápido que seu lábio encostou na minha bochecha, pude sentir o quão quente ele estava e era nítido o seu tesão.
_ Não Não, você não pode. Pronunciei sem acreditar naquilo que ele tentou fazer. Logo ele? Que me considera como uma filha!

 Rapidamente voltou ao seu lugar colocou as duas mãos entre as pernas na tentativa de esconder o volume.
_Não pode? Repetiu como se fosse uma criança que acaba de levar bronca.
   Apenas repeti :_ Não!


Nojo. Ainda sem acreditar que isso aconteceu comigo. Tudo que sinto agora é Nojo!


17 comentários:

Cristiano disse...

:_(

http://nadademais1.blogspot.com.br/

Layanne Eduarda disse...

Algumas coisas são tão asquerosas.

Bia Hain disse...

Esse tipo de situação é de lascar... procure esquecer. Não vale a pena guardar esse tipo de lembrança decepcionante. Um abraço!

Grazi Lotti disse...

Nossa, que coisa horrenda...E que isso não se repita! =S

BIA disse...

Infelizmente tem tarado por tudo quanto é lugar... :(

Maria Cândida disse...

Já passei por coisas assim e algumas em que o cara chegou a tentar o próximo passo, sabe? Quase furei o olho da criatura.

Isso é muito triste, mesmo.

Phantasmagorik

Rapha Barreto disse...

Putz, complicado essa situação.
Não deixe que aconteça nada e não faça nada contra sua vontade - se acontecer, sabe onde ir reclamar.

Beijo,
http://mylife-rapha.bolgspot.com

Clarinha disse...

:/ Poxa, não sei nem o que comentar. Não tenho nem ideia do quão é difícil passar por uma situação dessas. Infelizmente como a moça acima disse, tem tarado para tudo que é lugar.

Um abraço, Clara || n-found.blogspot.com

Dayane Pereira disse...

muito chato ainda mais quando vc considera a pessoa de outra forma - visto que ele te considerava como uma filha - pelo jeito não né;
:/

Suzana disse...

Isso é triste! =(

Kuroh. disse...

Coitado...

Dentro da Bolha disse...

ôhhh, que horror!!! :(
abraço forte

dentrodabolh.blogspot.com

Raquel Gaferal disse...

Macho que acha que pode sair pegando assim... isso é um crime e deve ser repreendido como tal. Ninguém deve invadir o templo de ninguém, nem que seja por um beijo!!! Ta na lei e é considerado crime grave sim.

Bia Hain disse...

Nathália, voltei para desejar um Natal de paz, e um 2015 que realmente traga só coisas boas. Um abraço, tudo de bom!

Suzana disse...

Me entristeci novamente ao reler esse texto junto a imagem. =(

Ingritt Maiara disse...

Sempre me pergunto o quão proxima da realidade a narrativa se encontra... Até perceber que aquilo pode ser um grito, um grito de uma alma que pede ajuda, a gente nunca sabe como interpretar bem as coisas...

http://nemsempreeperfeito.blogspot.com.br/

Sarah Kaeda disse...

:(
Sem saber o que dizer ou sentir.