11 janeiro 2014

Esses "Ses" vida

E Se eu tivesse corrido pegado o primeiro trem na plataforma, você ficaria sozinho se questionando o porquê.  Mas  não.
Eu gentilmente peguei minha bolsa do chão e disse rispidamente da mesma forma que você estava me respondendo: _ Vamos embora né?
   

  Enquanto você estava de braços cruzados sem falar nada, eu poderia sair de perto, aproveitaria o tempo que o trem estava parado com as portas abertas, aguardando movimentação de outra composição a frente. Mas não, eu coloquei meu fone fechei meus olhos e ti ignorei de uma forma muito gostosa.

E se eu não tivesse sentado ao seu lado no trem? JÁ PENSOU NESSA POSSIBILIDADE?

 Você não teria a chance de me irritar ( ao perceber que estava sendo ignorado), colocando o dedo no meu ouvido ou na minha boca, sendo assim eu não teria ti mordido e consequentemente não teríamos dado risada da situação. Sem essa risada pra tentar descontrair você não teria me abraçado e eu não teria encostado no seu peito e perguntado mansamente o que estava acontecendo. E se isso não acontecesse você não teria dito que estava preocupado com várias coisas e eu iria pra casa sem saber. E assim seria  o nosso fim, sem sentimentalismo ou cobranças.
                              Incrivelmente isso e muita coisa aconteceu.

 Mas uma coisa é fato: Se eu soubesse, que iria gostar de você assim, teria andado mais rápido, abaixado a cabeça, olhado de lado. Mas não, e foi aí que eu me dei mal-  Soulstripper.  

7 comentários:

Bia Hain disse...

É só uma opinião minha, mas acho que uma da piores coisas num fim de relacionamento é ir pra casa sem entender, sem saber os por quês... a cabeça não obedece e entra numa espiral de suposições, a maioria, absurdas. E a gente acaba sofrendo muito mais do que se soubesse a verdade seca e direta.
E na vida não há esse negócio do "se"... é pra ser assim, nada muda isso.
Um abraço!

Yasmin Baltazar disse...

De fato quando você presta atenção em alguém e ai que vocês se ferra.
Mas, cada tombo na vida é uma lição não é.
Bj
planoaouplanob.blogspot.com

Cristiano disse...

Ai vc nao seria o q seria hj... escrevo esse comentario depois de ver o homem do futuro :)

Rapha Barreto disse...

Lindo, e uma coisa leva a outra, não é?

Beijos e ótima semana

http://mylife-rapha.blogspot.com

M. Borges disse...

Muitas vezes a gente insiste em olhar para a tela e só consegue ver a composição inteira, acabamos esquecendo que a imagem só se formou a partir das muitas pinceladas, pequenas e pacientes. A vida é como um quadro que se pinta aos poucos, e nossas pequenas escolhas e atitudes diante das diversas situações é a tinta que pouco a pouco vai compondo o nosso quadro.

beijos.

eraoutravezamor.blogspot.com

Roberta Melo disse...

Muito gostosinho seu texto,... Toda essa implicância dengosa entre dois seres é o tempero da vida. rsrs A citação final casou muito bem com as suas palavras. Beijos!

Fábio Murilo disse...

Falou bem os "ses" da situação. Pequenos acidentes de percursos a conspirar para o fato.

http://apoesiaestamorrendo.blogspot.com.br/