09 setembro 2013

Sobre meus pais

  Esses dias estive os observando, eles se amam e muito. Mesmo com o passar dos 23 anos juntos, o amor só aumenta. Acho isso tão engraçado, penso que com o passar do tempo a gente vai se enjoando ou entramos no conformismos. Mas não é isso que acontece com eles, minha mãe não aceita umas atitudes sem pensar do meu pai. E ele não aceita algumas conclusões precipitadas dela. Tem momentos que eles discutem mas nunca de alterar a voz ou partir pra cima. Acho isso lindo. 



Uma demonstração de amor que presenciei, foi minha mãe com muito sono, colocou um filme pro meu pai assistir. Ela re-assistiu, aguentando o chulé dele debaixo do cobertor, deitados no sofá. 

13 comentários:

Xisdê disse...

Uma vez vi no Face um desenho de uma velhinha dizendo para uma pessoa jovem:

"na minha época nós consertávamos as coisas, e não a jogávamos fora quando não servia mais, como fazem atualmente".

Acho que o amor está nisso! Conhecemos as pessoas na convivência, na rotina. E não em uma balada ou no ponto de ônibus!

Meus pais são como os seus: B
bastante tempo de casados e transbordando amor! :D


bjoo

Cristiano disse...

O amor do convívio... :)

Andressa disse...

Existem cenas que são tão verdadeiras e transmitem tantos sentimentos, que dá vontade de dar um stop, como a fotografia é capaz de fazer.
Muito bonita a relação dos seus pais, e parece mesmo inacreditável como o amor pode ser mais forte a cada dia.

Rapha Barreto disse...

O amor tem que crescer cada vez mais e mais. Passar por dificuldades, construir laços. Tem que ser forte, tão forte para durar uma vida toda.

Beijos e ótima semana.

http://sonhosdeumamadrugadadeinverno.blogspot.com

Dama de Cinzas disse...

É muito legal isso, ter pais unidos assim. Eu não tive isso...

Beijocas

JAN disse...

Oi Nathy!
Amar é... rsrsrsrsrs
Que legal pra eles e que saudável pra você!

Abração
Jan

Layanne Eduarda disse...

Nossa, acho isso tão lindo.
Pena que nunca vi esse tipo de afeto entre meus pais. São separados desde q tinha 5 anos de idade.
E-me estranho. Até para poder falar.

Raquel disse...

"saber amar, é saber deixar alguém te amar!" - o resto é convivio com respeito e harmonia, mesmo que o outro tenha chulé hahaha

:)
Voltei!! :*

Yasmin Baltazar disse...

Acho esse tipo de coisa muito linda também e não deixo de me indagar que se algum dia eu vou sentir algo assim.
Bj
kawaii-and-macabre.blogspot.com

Ariana disse...

E dê graças a Deus por eles serem assim, que o amor sempre reine.

Beijos

Bia Hain disse...

Que depoimento doce... é isso, um casal não é obrigado a concordar o tempo todo, porque isso seria anulação da personalidade, mas com respeito divergir e não cair na mesmice. Felicidade aos dois... Um abraço!

ᄊム尺goん disse...

Isso , esta estabilidade apaixonada dos nossos pais, é um trunfo que a gente carrega pro resto da vida.

Eu tive....e hoje mesmo sendo divorciada, o amor se renova, se modifica mas não deixa de ser amor.


Beij0

Mayra Borges disse...

Isso acontece aqui em casa também, acho muito bonito e fico imaginando se algum dia terei a sorte deles que ficam todos sem jeito longe um do outro.

É realmente uma coisa muito bonita.

eraoutravezamor.blogspot.com
semprovas.blogspot.com