09 janeiro 2017

Ninguém vem pra arrumar

     Nesse vídeo >Aqui <  Mostra em 7 minutos o começo e  o término de um relacionamento.  Engraçado que me identifiquei, não que já tenha namorado (nunca namorei haha), porém o começo é começo. Posso dizer que é igual para todo mundo (ao menos pra mim). Sou cheia de começar; não desenvolver  e nem terminar.

No Inicio é uma agitação, euforia. Será que vai?  E foi...   

    O que me chama atenção é no decorrer da trama a bagunça em que o quarto se encontra.
A relação se torna insossa e desgastante. Quanto mais o tempo passa os defeitos são realçados e maior a bagunça se encontra. E somente quando ela foi embora. Ele arruma o quarto!   

Imagem do vídeo Short Love Story ♥ Me & You 

   Você que é Adapto a roubar fotos do Tumblr  para usar no blog, COM CERTEZA  já deve ter visto imagens com  ( Deixa eu bagunçar você).  Na maioria dos casos é isso que acontece. Você ludibriado entra nessa sem perceber.  Porém quando você assina esse contrato sem ler as clausulas e aquelas notas de rodapé.  Tu automaticamente está lascado da forma mais gostosa e intensa.
  E quando o contrato excede e você não quer renovar... tudo acaba e o que fica é a bagunça. Mas  quem vai arrumar? 

29 comentários:

Taís Carneiro disse...

Faz uns dias que ando por aqui.

Isadora disse...

Nossa, eu tenho também não tenho histórico nenhum de namoros, mas assim, esse vídeo me tocou. A forma como ele foi feito, a fotografia e como o quarto foi mudando ao longo do tempo falou tanto. Assim como você falou, essas foram as coisas que mais me chamaram a atenção: a forma como as coisas ao redor deles foram se desorganizando e tudo foi mudando.
Pra sua pergunta final: quem arruma, no final é sempre quem mais sofre. É o típico clichê que raramente se quebra.

Beijos!
mrs-poirot.blogspot.com

Fábio Murilo disse...

Já tinha visto esse vídeo. Descreve-o e tirou suas conclusões de forma muito realista. Parabéns pelo blog. Beijos!

Daniella Garcia disse...

É exatamente isso.. para se ter um relacionamento duradouro hoje é preciso muita paciência e muito equilíbrio.

Seguindo aqui, adorei o blog!

Beijão,
Desencana mina

nnt disse...

Não tenho histórico de namorados. Namoro até hoje com meu primeiro. E creio realmente que o começo seja igual para todos. Nos limitamos a pensar pelo outro, fazemos com que dê certo. Quando o tempo passa acabamos noseu acomodando e deixando acontecer, mas tenho que dizer, esse quarto, meu deus, que zona. Não sei se conseguiria dormir em lugar assim.
Bjinhos.

Déborah Lima disse...

Achei esse vídeo cheio de significados. O modo como começa com ele arrumando o quarto e escondendo um pouco da personalidade dele, o que ele é, as revistas e tal. As vezes é assim nos relacionamentos: a gente quer mostrar o melhor da gente (ou até o que a gente não é) só pra agradar. E ocultamos partes que consideramos negativas. E o mundo como acaba, com ele sozinho, dia e noite, provavelmente sofrendo... e a decisão de retomar a vida e se desfazer da bagunça... muito interessante.

Bjs, Debis - http://www.debiseomundo.com.br

Camila Faria disse...

O vídeo é ótimo e retrata super bem as idas e vindas de um relacionamento. O negócio é tentar encontrar alguém que não bagunce TANTO a sua vida, né? Ou que essa baguncinha seja gostosa, pelo menos. :)

Marcelo V. Izquierdo disse...

s2 - a bagunça às vezes machuca, né? Mas é que nem sua casa, dá uma sensação boa de trabalho feito quando você decide arrumar. rs

Luly disse...

"Tu automaticamente está lascado da forma mais gostosa e intensa."

Achei essa frase sensacional, simplesmente. É tão tão tão tão tão tão verdade que nem sei como comentar.
Eu acho o início muito difícil, já vivi um "início" que durou muitos anos e pra mim ele foi difícil o tempo todo, mesmo quando era bom. Mas sei que tudo é difícil na vida, principalmente quando rola sentimento envolvido né?

Acho que o negócio é aproveitar ao máximo os momentos felizes e fazer o possível para continuar assim (o impossível não, porque aí não vale a pena)!

Teorias de Gi disse...

Isso me lembrou um trecho de uma musica do teatro Magico (Você me bagunça e tumultua tudo em mim....) Acho que quando encontramos a pessoa certa acabamos nos organizando, no começo sim é uma bagunça (Alias 2 bagunças misturadas) mas aos poucos a bagunça vai diminuindo e quando você ve nem repara mais na pouca bagunça q restou. Bom post, me fez pensar em coisas boas.bjusss

Índia C disse...

Melhor texto/opinião que já vi sobre relacionamentos! Eu tbm nunca namorei, e espero que quando chegar a hora eu consiga não ter toda essa "bagunça"... Se sozinha eu já tenho ela, imagina com alguém :o
bjs

Blog: Skull Minds
Twitter
Tumblr
Snap: maisaindia

mム尺goん disse...

Com sustos,
ou sortes,
com tristezas
e alguma cura....

a gente se esbarra no amoR


né?


beijo

Ariadne Lomazzi disse...

Adorei seu texto e me identifiquei, não apenas pelo fato de também nunca ter namorado, mas com o fato de concordar que relações se desgastam, enfim, beijoooo!

https://sejaumunicornio.blogspot.com.br/

Vinnië Rodrigues disse...

apenas levanta e faz e ponto!

Suzete Brainer disse...

É uma desarrumação na casa interior, que só o dono (própria pessoa)
reorganiza depois de se perder bastante nos espaços vazios desta
bagunça!...

beijo.

Bruna Morgan disse...

Meu coração morreu depois desse curta-metragem ahuhauhau meu deus!


Assim, sobre o 17, eu não melhorei 100%, só que não estou na pior como antes.
bruna-morgan.blogspot.com

Hellz. disse...

Sim, viu...

a bagunça é feia, a sujeira é grande e é algo que você não tem cabeça nenhuma pra arrumar ou limpar, mas só existe você pra fazer isso :(

eu ando tão desiludida que... nem sei se a euforia inicial vale a pena mais, viu AHAHAHA

beijo
beinghellz.com

HONORATO, Sandro disse...

Final do ano alguém veio, brincou comigo, deixou minha mente e vida bagunçados e ainda levou meu coração.
Ninguém volta para arrumar mesmo.

Beijos
www.rimasdopreto.com

Luccas disse...

Olá,Nathalia! Como você está? Eu antes de ler a postagem fui dar uma olhadinha no blog e vi que você já tocou flauta transversal e fiquei encantado porque eu mesmo já toquei flauta (aprendiz) mas depois não dei continuidade sabe? Eu também nunca namorei acredita? E também não sinto vontade por agora,mesmo parecendo estranho se é que parece safdf. O vídeo no entanto foi uma história com um contexto muito bom,geralmente vai de cada um permitir o próximo bagunçar a si mesmo!
Beijos ♡
| reckless | e Hematomas

Thami Sgalbiero disse...

Nossa, nem me fale desse tipo de bagunça, estou tendo que arrumar tudo agora :/ Tudo que eu deixei pra trás pra me dedicar a uma pessoa que cagou pra minha presença. Mas tá tudo bem, tá tudo certo agora.

Beijos!
www.likeparadise.com.br

Anna Carollyne Oliveira disse...

Oi, Nathalia! Tudo bem?
Eu adoro esse curta, é muito curioso ver a evolução de um relacionamento em todas as suas fases dessa forma. Fico pensando o quanto eu gostaria de ver um relacionamento meu em vídeo. Eu amo relembrar, ver coisas antigas (as boas, por favor!)... então, amaria! Hahahaha.

Com amor,
cartasparacarolaine.blogspot.com.br // @cartasparacarolaine

Larissa Fonseca disse...

Talvez seja por achar os relacionamentos amorosos alheios tão complicados que eu os evite. Ou, talvez, por ter levado minhas lições a sério demais depois de um ou outro romance. Vai saber. De qualquer forma, no namoro ou não, conviver é sempre complicado. Mas... animais sociais que somos, é preciso, e é bom :)

Helena G.S.R disse...

Olá, Nathalia.
Adorei o vídeo. Acho mesmo que os defeitos são realçados conforme o tempo passa, mas também é somente a partir deste momento que podemos enxergar mais profundamente alguém, além da casca. E, como nada é eterno, só nos resta conservar boas lembranças e seguir em frente.

Beijos!
Blog: *** Caos ***

Sara com Cafe disse...

final de relacionamento é uma desorganização completa!
já tinha visto o video, e achei muito interessante.

abraço
feliz 2017

Marcy Moraes disse...

É isso mesmo que acontece, mesmo que eu nunca tenha namorado, eu sei que essas coisas acontecem, os relacionamentos começam naquele fogo e que ao poucos vai se apagando e o que fica é a bagunça.

Blog Marcy Moraes

Pollyanna Monyque disse...

Retrata bem. Do inicio ao fim.
Eu acho que no vídeo a história deles foi representada pela bagunça que os dois formaram no quarto.
Eles construíram uma história juntos, que começou a tomar um rumo diferente dos planos deles. Quando o relacionamento acabou ele demorou um tempo para arrumar o quarto. E é isso que acontece quando duas pessoas terminam, eles demoram para arrumar as coisas, se recuperarem, "apagarem" as lembranças e arrumar a bagunça que um deixou na vida do outro. ;)

http://ondeeufor.blogspot.com.br/
Beijinhos ♥

Bia Hain disse...

Olá, Nathalia, como vai?
Saudades de você e agradecimento por ter passado lá no meu blog no início do ano!
Que texto bacana... eu não me adaptei muito ao tumblr, então não me lembro de imagens com esse tema, mas achei bem curiosa sua comparação de um relacionamento com um contrato, hehehe. Creio que um dos pontos para a não renovação (continuidade) é quando as expectativas ou acordos velados não são cumpridos. Eu já namorei um pouco, já casei muito (três vezes, kkk) mas sou mesmo é apaixonada por um homem desde os 18 anos com quem ainda quero viver um contrato vitalício. Sem as bagunças do fim, rsrrs.
Abraços!

Bianca Geisler disse...

Achei bem legal que você deu importância pra isso da bagunça e para os valores do começo do relacionamento. Eu nunca tinha parado pra pensar nisso da bagunça do quarto estar relacionado com um namoro mais sonso, monótono e tal. Foi legal ver pelo teu ponto de vista.
Você nunca namorou? Achei isso interessante também, porque você tem 22, certo? Garanto que muita gente (que não tem mais o que fazer) deve fazer piadinhas sobre isso.

Beijos,
Bi.

- http://www.naogostodeunicornios.com

Marta Moura disse...

Muito interessante!