17 setembro 2012

Mais uma vez falo de amor

Minha frequência aqui Zero, digo é mais por falta de inspiração para escrever. Até tenho coisas para publicar, mais o receio de não agradar a todos me perturba. Procuro palavras para ser gostosa com todos rs, ou seja impossível!
 O post não é sobre mim, vamos ao que interessa:



 Após o concerto em que eu fui Spalla (muuuuuuuuuuuuito gratificante). Esperei meus amigos para irmos embora juntos. No local havia muitos familiares que foram prestigiar seus filhos. No hall de saída, tinha um rapaz aparentemente com 27 anos  na cadeira de rodas e uma moça muito bonita, ao seu lado. Esse casal estava acompanhado um dos meus amigos músicos. Ao checar o facebook, encontrei esse moça bonita, na sugestões de amigos, não mandei convite e nem puxei conversa. Somente reparei no seu perfil. Relacionamento serio com fulano de tal, cliquei no nome dele e para minha surpresa, era o rapaz que estava na cadeira de rodas. Fiquei curiosa e fui vasculhar as fotos ^^ Eles formam um casal Lindo e aparentemente muito feliz. E fiquei pensando: 
  Não sei se tenho amor suficiente para amar alguém assim, "acima de tudo". Não quero ser hipócrita e dizer "_ Se ele for cego, aleijado, mudo e etc o amarei do mesmo jeito ". Sei lá.
 Se for amor com certeza rola. Não quero dizer que ser cego e blá blá seja uma limitação. Mais acredito que eu e você não tem amor suficiente para com o outro (omh!, a Nathalia está subestimando meu amor =o ). Seja franca comigo: Você hoje estaria com seu namorado (a) digo namorado (a) mesmo, se ele(a) fosse diferente aquilo que é hoje ?
  Sinto um sentimento de alegria por pessoas que realmente sentem o amor verdadeiro para com o próximo. Coisa que carnalmente nunca senti. E quem sabe eu me apaixone por um cego que me ache linda?!

                                                       Veja essa fotos Aqui 
 Já escrevi um post parecido : Ele ama ela

18 comentários:

G.K.B disse...

Olá!

Sabe, eu vi uma vez um caso onde era um surdo e uma mulher. Eles estavam em uma palestra, e ela tentava ao máximo, através da línguagem de sinais, deixá-lo a par de tudo.

Achei tão bonito, tão comovente aquilo, sabe?

E quando penso sobre esse assunto, o primeiro pensamento que me vem a mente, é que talvez esse amor, seja puramente verdadeiro. Quem sabe até, mais que os outros. No sentido de que, só o amor mesmo, explicaria essa paciência, essa falta de pré-conceito, quanto a deficiência.

-

Por que se te perguntassem hoje, se você namoraria alguém surdo, você óbviamente, movida pela razão, diria que não. Mas conhecendo a pessoa, começando a ter sentimentos.. por amor, você talvez namoraria.

-

Já viu aquele filme: SIMPLES COMO AMAR?

É lindo! E aborda justamente isso.

Olha a Sinopse:

Após passar alguns anos em uma escola especial, Carla Tate (Juliette Lewis) foi "graduada" e poderá voltar para casa de seus pais em São Francisco. Mas, apesar de ser intelectualmente limitada, Carla planeja morar sozinha, ter uma vida independente e também se libertar da presença da mãe, que a vigia de forma sufocante. Este desejo de ter seu próprio apartamento é aumentado quando conhece Danny McMann (Giovanni Ribisi), um jovem que como ela é mentalmente "lento", mas mora sozinho. Em pouco tempo Carla e Danny estão namorando e já pensam em se casar.

-

Tu precisa ver o que são os dois. A parte que eles tentam iniciar uma vida sexual, é muito engraçada!

Beijo.

escrevoporquenecessito.blogspot.com



Priscilla Way disse...

Namorar um cara cego é que é desafio. Afinal,ele enxergará a sua beleza interior,a sua alma,e mesmo se você tiver aquela beleza padrão,de nada valerá fazer chapinha tendo uma alma podre.

Marina Russo disse...

Eu já vi casos assim andando pelas ruas, e acho muito lindo. É tocante ver que o amor realmente vence barreiras nesses casos, sabe? Mas também não sei se tenho amor o suficiente dentro de mim pra me sacrificar assim. Não sei mesmo.
Beijos!
http://sendomariella.wordpress.com/

Ludi disse...

Acho que tem casal que nasceu p ser puro amor... (pena que não me vejo nem com cego nem com que enxerga maravilhosamente bem...pena que não me vejo como parte integrante de um casal puro amor rs =\ )

Nic Pereira disse...

Oiii! Saudades de vir aqui.
Primeiro de tudo, você não precisa ser gostosa sempre e com todos. Nem Cristo agradou todo mundo. Você só precisa vir aqui e escrever o que sente e pensa. É suficiente, acredite!
Agora aqui, sobre isso de amor. A gente tem mania de confundir as coisas. Nunca apaixonada eu teria tanto altruísmo de amar alguém acima de qualquer coisa e blá, blá, blá... Mas, sempre existe "aquela" pessoa. Aquela por quem você é capaz de matar, morrer, se ajoelhar e fazer muitas coisas (e quando digo muitas coisas, são muitas mesmo). O amor, é difícil sentir, mas a gente sente uma vez sim. E é sempre altruísta, sempre visando a felicidade do outro antes e tudo mais. Não tenho medo de dizer que por um rapaz, um apenas, eu faria tudo. Não me importaria que ele fosse um "cotoco". Ele me importa mais, sabe...

Paulo Francisco disse...

Adorei ter lido este texto.
Um beijo grande

Bia Hain disse...

sou da opinião de que se o amor for grande daqueles bem ferrados, aceita tudo...mas posso estar errada. Um abraço!

Aline Teles disse...

Se o amor é verdadeiro entre os dois, esse pequeno obstáculo não será nada. O amor surge onde ele quer. Lindo texto. Beijinhos.

Yasmin Baltazar disse...

O amor é algo muito complicado, acredito que não seja somente eu que pense desta forma. Já formulei tantas reses a cerca da verdadeira utilidade do amor em nossa sociedade a primeira é a reprodução humana, a segunda é para que as pessoas se casem mais dai eu volta novamente para a reprodução tudo parece ser em prol da especie.
bj
conexaoimaginetics.blogspot.com

Juliana Skwara disse...

Oiiii!
Olha, uma coisa que aprendi é que não tem como agradar todo mundo com os textos postados no blog. Por isso, decidi postar tudo que me vem a cabeça. Me identifiquei com o que disse, mas acredite, que quando se soltar sem se importar com o que vão pensar, irá conseguir!
Own, eu achei fofo esse casal! Conheço algumas pessoas assim, mas a verdade é que poucos conseguiriam ter força para encarar as dificuldades que a vida as vezes nos prega, mas como vc mesmo disse, é o amor. Então, quando ele acontece, é simples magia no ar..
Eu amei o seu blog, ele é honesto, sincero e divertidíssimo. Sinto falta de blogs que sejam "mais eles mesmos"
Tô seguindo, é claro!
Beijooooooooooos *_*

Ágata Bresil disse...

É. Acho que dizer, acima de tudo é bem hipócrita mesmo, pq se a pessoa der a louca, você nao vai conseguir passar por cima disso e amar do mesmo jeito.

Beijos. Tudo Tem Refrão

Emilie S. disse...

Foi sincera. Agora,parando pra pensar, as pessoas falam de amor isso e aquilo. Mas,quando chega em situações assim é que elas são provadas. Eu não posso te responder com certeza porque ainda não encontrei o amor verdadeiro (é sério!). Mas,sim,eu ficaria com a pessoa até o fim.
Emilie Escreve~

Aline Teles disse...

Obrigada pela sua visita. Um ótimo fim de semana. Beijinhos.

Nos Amando... disse...

amiga nunca irá agradar a todos
poste o que vc achar que deve
sempre.
e acredite temos a capacidade de
amar de uma maneira inacreditável.
maravilhoso fim de semana bjs

Lady LoLo disse...

Nunca fui em um concerto! Espero ir um dia. Eu tbm não tenho entrado muito no blog, mas é por causa dos estudos mesmo.

BIA disse...

Se não me engano hoje é teu niver, tu comemora com a chegada da PRIMAVERA né? Então FELIZ ANIVERSÁRIO, tudo de bom e que teus sonhos sempre se realizem!!!

O Rappa tem músicas bem legais ( mas não conheço todas) e nem esta que tu citou, mas se tu descobrir o nome certo da música deixa lá no meu blog.

Dificilmente alguém consegue agradar a gregos e troianos, as pessoas são diferentes, pensam diferente e tem gostos diferentes mas aqueles que se identificam e tem afinidades se ligam mais uns aos outros mas isto não quer dizer que algo seja ruim porque alguém tem gosto diferente. Penso que blog é para publicar o que cada um gosta, o que acredita, o que se esta sentindo em determinado momento, se agradar aos outros melhor mas se não agradar paciência, o importante é cada um marcar com sua personalidade, sua maneira de pensar e seus gostos.

Em relação ao AMOR quando é sincero e verdadeiro é algo profundo, raro de encontrar, acho lindo quando a gente vê exemplos de casais felizes.

Gostaria de deixar uma sugestão... tu poderia colocar um vídeo, ou dos teus ensaios ou apresentações de flautista, seria muito legal.

Bjs :)

LuanaFeliX disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
LuanaFeliX disse...

HA Nath e o que o amor?..
Tremeliques e calores ?...
Aprender com erros e limitações do outro?..
Ver sim as limitações do outro e aceita- las?...
Aprender a conhecer e se permitir a não fujir assim que vemos seus defeitos e sim esperar para amo-los como amamos suas qualidades?...

O problema neste caso, ao meu ver, é de não reconhecer uma limitação..entende.. pois quando você finge que não vê na verdade é porque você realmente não se permitiu a conhecer essa pessoa..

Mas acho que quando é de verdade, não é difícil, simplesmente flui sem você ver...