05 janeiro 2012

28 Lições para seus filhos antes de morrer

Quando soube que tinha poucos meses de vida por causa de um câncer, o professor de gramática inglês Paul Flanagan só pensou em seus filhos, Thomas e Lucy. Em vez de sentir piedade de si mesmo ou entregar-se à tristeza, ele usou seus últimos dias para tentar ser um bom pai – mesmo à distância. Paul escreveu cartas, deixou mensagens gravadas em DVD e até comprou presentes para ser entregues às crianças em seus aniversários futuros.
.        .       .

                   Amo muito vocês. Não se esqueçam disso.
Seja cortês, pontual, sempre diga “por favor” e “obrigado”, e tenha certeza de usar o garfo e a faca de maneira correta. Os outros decidem como tratá-los de acordo com as suas maneiras.
Seja generoso, atencioso e tenha compaixão quando os outros enfrentarem dificuldades, mesmo que você tenha seus próprios problemas. Os outros vão admirar sua abnegação e vão ajudá-lo.
Mostre coragem moral. Faça o que é certo, mesmo que isso o torne impopular. Sempre achei importante ser capaz de me olhar no espelho toda manhã, ao fazer a barba, e não sentir nenhuma culpa ou remorso. Parto deste mundo com a consciência limpa.
Mostre humildade. Tenha a sua opinião, mas pare para refletir no que o outro lado está dizendo, e volte atrás quando souber estar errado. Nunca se preocupe em perder a personalidade. Isso só acontece quando se é cabeça-dura.
Aprenda com seus erros. Você vai cometer muitos, então os use como uma ferramenta de aprendizado. Se você continuar cometendo o mesmo erro ou se meter em problema, está fazendo algo errado.
Evite rebaixar alguém para outra pessoa; isso só vai fazer você ser visto como mau. Se você tiver um problema com alguém, diga a ela pessoalmente. Suspenda fogo! Se alguém importuná-lo, não reaja imediatamente. Uma vez que você disse alguma coisa, não pode mais retirá-la, e a maioria das pessoas merece uma segunda chance.
Divirta-se. Se isso envolve assumir riscos, assuma-os. Se for pego, coloque suas mãos para cima.
Doe para a caridade e ajude os menos afortunados que você: é fácil e muito recompensador.
Sempre olhe para o lado bom! O copo está meio cheio, nunca meio vazio. Toda adversidade tem um lado bom, se você procurar.
Faça seu instinto pensar sempre sempre em dizer ‘sim’. Procure razões para fazer algo, não as razões para dizer ‘não’. Seus amigos vão gostar de você por isso.
Seja gentil: você conseguirá mais do que você quer se der ao outro o que ele deseja. Comprometer-se pode ser bom.
Sempre aceite convites para festas. Você pode não querer ir, mas eles querem que você vá. Mostre a eles cortesia e respeito.
Nunca abandone um amigo. Eu enterraria cadáveres por meus amigos, se eles me pedissem… por isso eu os escolhi tão cuidadosamente.
Sempre dê gorjeta por um bom serviço. Isso mostra respeito. Mas nunca recompense um mau serviço. Um serviço ruim é um insulto.
Sempre trate aqueles que conhecer como seu igual, estejam eles acima ou abaixo de seu estágio na vida. Para aqueles acima de você, mostre deferência, mas não seja um puxa-saco.
Sempre respeite a idade, porque idade é igual a sabedoria.
Esteja preparado para colocar os interesses de seu irmão à frente dos seus.
Orgulhe-se de quem você é e de onde você veio, mas abra a sua mente para outras culturas e línguas. Quando começar a viajar (como espero que faça), você aprenderá que seu lugar no mundo é, ao mesmo tempo, vital e insignificante. Não cresça mais que os seus calções.
Seja ambicioso, mas não apenas ambicioso. Prepare-se para amparar suas ambições em treinamento e trabalho duro.
Viva o dia ao máximo: faça algo que o faça sorrir ou gargalhar, e evite a procrastinação.
Dê o seu melhor na escola. Alguns professores se esquecem de que os alunos precisam de incentivos. Então, se o seu professor não o incentivar, incentive a si mesmo.
Sempre compre aquilo que você pode pagar. Nunca poupe em hotéis, roupas, sapatos, maquiagem ou joias. Mas sempre procurem um bom negócio. Você recebe por aquilo que paga.
Nunca desista! Meus dois pequenos soldados não têm pai, mas não corajosos, têm um coração grande, estão em forma e são fortes. Vocês também são amados por uma família e amigos generosos. Vocês fazem o seu próprio destino, meus filhos, então lutem por ele.
Nunca sinta pena de si mesmo, ou pelo menos não sinta por muito tempo. Chorar não melhora as coisas.
Cuide de seu corpo que ele vai cuidar de você.
Aprenda um idioma, ou pelo menos tente. Nunca comece uma conversa com um estrangeiro sem primeiro cumprimentá-la em sua língua materna; mas pergunte se ela fala inglês!
E, por fim, tenha carinho por sua mãe, e cuide muito bem dela.
Amo vocês com todo meu coração,
Papai” 
                              .        .       .
Em novembro de 2009, aos 45 anos, Paul morreu por causa do melanoma, deixando a mulher e filhos.

Post relacionado: My Life Without Me

13 comentários:

Ludi disse...

Qdo se quer doar valores aos filhos é outra coisa né? Não precisa nem estar presente pra transmiti-los...e pensar que tem mtos pais que não dão a mínima pra essas coisas estruturais, acham que são os professores que tem essa obrigação... (huahau aflorei meu lado profissional agora-- sou um projeto de professora rs)
Essa história é de um livro, não? Não me é estranha...

Adorei a abordagem!! ;)

=*

J. Ríos disse...

São lições que todos devemos levar e praticar por toda a vida. Paul, sem dúvida, deixou um legado memorável para seus dois filhos!Realmente este foi um post essencial!

Bjo

anjoclandestino.blogspot.com

HONORATO, Sandro disse...

Olá :)
Eu ja tinha lido sobre isso..no facebook eu ahco..vc que ja tinha postado?
Achei esta história fantástica *-*
Queria conhecer alguém como este cara....

Beijos Nath e tudo de bom

Charles Canela disse...

que postagem maravilhosa, viu...bjs

Quem além de mim? disse...

Texto e imagem, perfeitos!
Me emocionei!

Beijos e Feliz 2012, pra vc e os seus!

Caccau Oliveira disse...

Caramba que texto lindo! Estou toda arrepiada.

Então, o pior de tudo é que "ele" era meu melhor amigo ;/
Hoje eu perdi o amigo e o namorado. Ele diz que me ama mas não tem maturidade pra estar comigo.
Enfim ... MilBeijos ;*

musicos e cia disse...

ligação pra quem tem uma vida inteira e que a faça da melhor maneira!

Marina B. disse...

Nossa, que lindo. Lições para todos nós. Muito muito lindo mesmo.

http://alternativavermelha.blogspot.com

André Walker disse...

Lindíssimo, seria bom se todos os pais pensassem assim, mas sem a necessidade da morte iminente.

Nos Amando... disse...

muito interessante
lembrei do filme P.S.eu teamo
amiga,
linda noite
parabéns pela
postagem.
beijokas

Tay disse...

Linda postagem, me emocionei bastante a lendo.
bjus ;*

Amanda Carolina disse...

muito lindo. Seguindo! Quando der dê uma passadinha lá no meu cantinho http://afternoonend.blogspot.com/, será um prazer te receber. Beijos.

Hallana disse...

Eu me renovei ao ler esse texto e fiquei refletindo a respeito dos meus princípios e objetivos.
Foi um estimulo. Obrigada Nathy.

webcalcinha.bloogspot.com