31 janeiro 2014

(P)redestinado

Ao reler o titulo vi que escrevi errado estava faltando o "P". Logo ficou escrito redestinado. Até onde sei, essa palavra não existe. Mas pra mim agora existe.

 Redestinado : o ato de mudança, podendo ser repentina ou não. Ocasionando experiencias até então não experimentadas.  


Não sou supersticiosa Beeem longe disso. Tento ser o mais racional possível. Porém tem coisas que acontece como se fosse um Marco do seu "destino".  No inicio desse ano precisamente dia 1 de janeiro de 2014 ás 1:03 , conheci um rapaz.  Depois disso nunca mais nos falamos, eu sei onde ele mora e tais. Se eu fosse na rua dele com certeza o encontraria mas isso não vem ao caso.
Conversamos como se nos conhecêssemos a um bom tempo. Ele me confessou que estava adorando a primeira namorada, mas as vezes pensa em terminar, pois ela pega muito no pé.

Enfim,quando nos despedimos e desejamos mais uma vez feliz ano novo. Eu pude sentir que esse  2014, é o ano de conhecer pessoas. Não que  2013 eu não tenha conhecido, sim conheci gente pra caramba. Mas digo conhecer pessoas que tenha algo acrescentar. Você pode me entender?

Hoje conheci um rapaz amigo do meu amigo rs Ele também é musico e toca violoncelo. Ao irmos embora, ele iria pegar o metrô pra facul e eu o trem pra casa.

Ele disse que  quando mais novo caiu do colo da mãe e bateu a cabeça tão forte que o cérebro paticamente balançou e fez com que os neurônios responsáveis pelo afeto (contínuo) parassem de funcionar. Resumindo: Ele não sente amor. ELE NÃO SABE O QUE É O AMOR.  Ele nunca sentiu e  nunca sentirá (vai que um dia o neurônio reconecte de novo?)

Mas enfim, conhecer ele me deixou tão feliz. Foi uma coisa tão envolvente que ele perdeu a hora da primeira aula e resolvemos ficar ali sentados no chão da linha amarela do metrô conversando .  

9 comentários:

Teorias de Gi disse...

Nossa nunca vi uma coisa dessas, mas vai q reconecte de novo neh u.u
É muito bom conhecer pessoas novas, faz tempo q não conheço ninguém e nem sem se conheço realmente os antigos amigos, mas assim é a vida.
Desejo-lhe sorte e muitas pessoas legais em tua vida, bjusss e bom fim de semana a ti!


Teorias de Gi

Taís disse...

Gostei da a nova que você inventou.. haha
E que seja um ano de pessoas novas e maravilhosas pra ti.
:)

Aline Teles disse...

Eu também nunca conheci um caso de uma pessoa como ele, mas espero que um dia ele tenha a oportunidade de sentir. Eu também espero conhecer pessoas bacanas esse ano. Beijos.

Suzi (Vulgo, Emilie) disse...

Essa coisa dele não sentir afeto...será? Senti um clima entre vocês...

Cristiano disse...

Será? Nem pelos pais?

Mª Fernanda Probst disse...

Gostei da palavra nova e fiquei triste pelo rapaz. Não saber o que é amor é um bocado triste "/

Priscilla Way disse...

é brincadeirinhas esse lance do carinha que não sente amor,né? rsrss bem,tirando isso,eu tenho a necessidade de conhecer gente que acrescente algo bom na minha vida,TODOS OS DIAS! Só por necessidade de esperança mesmo..

Amanda Souza disse...

Sabe que no dia primeiro desse ano eu senti o mesmo? Sabe, talvez só a nossa atitude tenha mudado. Talvez tenha um pingo de sorte na história. Talvez seja nosso ano.
Boa sorte!

Raquel disse...

Redestinado... daria um belo de um conto!! Adorei a invenção, bem coisa de guimarães rosa :D

Mas sabe que pensando assim, mesmo depois de tanta história vivida e depois de tantos e tantos romances, mtos deles sangrados e doídos eu penso aqui comigo: eu já amei alguém? Será que eu tb não posso amar??