15 janeiro 2011

หãσ gσรтคvค dσ pครรคdσ

Eu  tenho uma caixa rosa, cheia de cartas que conquistei até agora e também um diário que ganhei de uma grande colega Laiza (infelizmente não tenho mais Aquela Amizade), nesse diário eu não escrevo nada sobre mim (não vejo necessidade). Na verdade são as pessoas que escreve lá por mim, como uma forma de "registro". E fui lendo cada página e me deparei com uma carta de uma menina chamada Isabella, ela "era" simplesmente: um doce. Faz dois anos que não há vejo, uns falam que ela ficou grávida e teve que sumir (mas ninguém sabe ao certo). E assim fui lendo as outras páginas, e senti mais felicidade ao ler 4 cartas "em especiais" da Bianca, Nathaly, Thais e Thais morena, são pessoas incríveis. E percebi quantas pessoas eu conheci e quantos momentos felizes eu tive e tenho certeza que muitos ainda viram.
                                                                     Eu fiquei Feliz por isso (:  
                            .   .   .
 Eu me identifiquei tanto com esse texto ...  
Voltar algumas páginas do livro de sua vida, não significa ter saudade do passado. Ontem, inventei de fuçar umas caixas... lá, encontrei cartas, de velhos amigos que hoje passam por mim sem ao menos me dizer 'Oi', também tinha cartas de pessoas que pensei amar um dia. Li carta por carta e me senti no controle da situação, não chorei, não senti saudade. Depois de ler, peguei minha caixa e as guardei novamente... guardo estas cartas como alguém que guarda fotos, para eventualmente, lembrar. Guardei a caixa, e mais uma vez orgulhosa de mim mesma, que estava ali sorrindo em cima de coisas que pensei nunca superar. Estou inteira, pronta sempre e sem grandes buracos no coração, estou pronta para apreciar meu final feliz com quem realmente me ama. Pronta para correr atrás do que me faz bem, pronta à tudo, pronta sempre! >   (Prefira Borboletas) 
   *´¨)                                

¸.·´¸.·*´¨) ¸.·*¨)

(¸.·´ (¸.·` **

10 comentários:

Humor Negro sem Censura disse...

Nathy, houve um tempo em que as pessoas escreviam cartas.
Era um tempo em que havia tempo.

Abraços e Ótimo sábado.

PS: Eu tbm tenho alucinações, é q evitei escrever sobre o assunto.
Pra não piorar a coisa! u.u'
uhuhahushuassas

planet disse...

é infelizmente existem pessoas assim qem um certo momento falam com a gente,e depois fingem que não nos conhecem,conhecemos pessoas maravilhosas,q as vezes perdemos o contato,isso é triste,e temos o desprazer de conhecer pessoas que nem ao menos deveriamos ter conhecido.
mais sempre a vida nos dá o melhor caminho,e nada foi em vão,tudo tem uma causa!
Bjo flor!

Long Haired Lady disse...

eu adoro reler cartas, posts antigos, tudo que remeta a uma situação distante e ver quanto tudo mudou...ou não!

Polyana disse...

Oi Nathy *-*
Que texto lindo.
Realmente é maravilhoso, voltar às coisas que nos fizeram bem, ou não, e ver que tudo passa, que nós mudamos, os outros à nossa volta também...

Parabéns e ótima semana!
Bjs.

Borboleta no Casulo disse...

Lindonaaaaa, te sigo aki tb e adoreiiii!!
Bjs

Long Haired Lady disse...

volte sempre linda!
beijo!

Max Psycho disse...

Nathy parabéns pelo texo adorei gata, bju grande

Rosane B.V disse...

Oii Nathy ...retribuindo a visita, o seu blog é lindo tbm *--* seguindo aqui. Beeijos

Daniel disse...

Eu adoro escrever cartas, quem sabe um dia eu te envie uma com todo puro sentimento da amizade. Pois é, olhar para o passado não é só tristeza, é se encontrar também, ver qual caminho seguiamos na época...para tentar olhar, se ainda estamos no caminho certo e se mudamos, o porque da mudança. Adorei seu texto. O seu rosa inunda as pessoas.

Dan

Max Psycho disse...

Fiz um lay para vc pega com a nah depois e ve o que acha